Todas as notícias sobre o Big Brother 2020

Audiências: Teresa Guilherme e Ana Garcia Martins juntas fazem o Big Brother subir e liderar

Atualizado no dia 28 Setembro 2020 15:01

As mudanças na 3ª gala do ‘Big Brother – A Revolução’ recuperam a liderança na TVI.

Quando na semana passada, Teresa Guilherme estava sozinha a comandar a gala do Big Brother e Ana Garcia Martins aka @apipocamaisdoce a comandar um pós-gala intitulado como ‘A Hora do Expulso’, esta semana o caso mudou de figura devido às fracas audiências.

No entanto, todos sabemos que a Ana Garcia Martins trás imensa audiência às galas do BB através das histórias que publica no seu Instagram. Uma ótima jogada por parte da produção colocá-la a comentar novamente as galas.

O início do “Big Brother – A Revolução” foi o que mais se destacou em termos de audiência. O arranque da 3ª gala marcou 12.8 de rating, 24.5% de share e 1 milhão e 208 mil espectadores em média. O pico foi também registado neste momento ao elevar os números da TVI até à fasquia dos 13.5/24.6%.

‘A Expulsão’ foi a segunda parte. Teresa Guilheme manteve também a liderança das audiências e conseguiu 9.8/23.8%, com 926.300 espectadores fidelizados.

A noite fechou com ‘As Nomeações’ que rendeu uma média de 7.3/29.0%, com 688.800 espectadores fidelizados.

Na minha opinião, resultou muito bem a junção de duas mulheres lindíssimas como a Teresa Guilherme e a Ana Garcia Martins. Apenas achei que deram pouco “tempo de antena” à Ana.

Por fim, a gala em si foi um bocado enfadonha. O único momento que mexeu com a casa e gerou discussão, foi o momento em que colocaram a Carina e a Sandra no meio do sofá para o resto dos concorrentes escolherem o seu lado, foi o que mais me prendeu à TV. Mas sendo que esta edição é intitulada como ‘A Revolução’, sinto muito que falta essa parte.

De 0 a 10, qual é a pontuação que dão à 3ª gala de BB?